Blog

10 dicas para manter seu carro com aspecto impecável e preservar a pintura

26 de Fevereiro de 2018
0 Comentários

Manter a pintura do seu carro em bom estado não é importante apenas para deixá-lo bonito e demonstrar que você tem cuidados com ele. Devemos nos atentar ao fato de que uma pintura deteriorada desvaloriza o veículo na revenda, e pior ainda: se buscamos um serviço de repintura e ele for mal feito, o prejuízo será ainda maior. Por isso, vale a pena seguir estas 10 dicas para que a pintura do seu carro esteja sempre em estado impecável:

1. Cuidado na lavagem

Lava-rápido não é tudo igual. Alguns podem lavar seu veículo de forma errada, deixando-o no sol e começando o processo por baixo, por exemplo. Se a bucha pegar a terra respingada das rodas, irá riscar toda a lataria no restante da lavagem. Além disso, não é recomendado o uso de produtos domésticos, como detergentes, que possuem PH ácido e componentes químicos que não são adequados para carros.

2. Banho de chuva faz mal

Deixar seu veículo tomar chuva para economizar na lavagem é uma péssima ideia, pois a água seca na pintura e forma manchas. Primeiro, ela não passa da camada de enceramento protetor, mas, se acontecer algumas vezes, vai passando a proteção e manchando o nível superior do verniz da pintura.

3. Mas também não deixe sujo

Lavar o carro não é importante só para deixá-lo bonito, mas também para proteger sua pintura, que com a poeira acumulada, vai sendo deteriorada, assim como as borrachas do seu automóvel. Quanto mais sujo ficar, mais urgente é a necessidade de lavar. Se voltar da praia ou de um lugar com lama, é preciso limpar o carro por baixo, para evitar a oxidação das peças.

4. Não deixe embaixo de árvores

Além de liberarem seiva e poderem derrubar troncos, que danificam a pintura e a lataria do carro, as árvores representam um perigo muito frequente: as fezes dos pássaros, que possuem uma substância corrosiva que acaba com o verniz e a pintura. O ideal é removê-las o quanto antes. Caso não consiga, jogue água em abundância e tente tirar com cuidado.

5. Cuidado com outras substâncias

Deixe seu carro longe de: goteira de cimento, óleo de freio, gasolina e tíner. Se seu automóvel apresentar manchas de algum destes produtos, o ideal é sempre levá-lo a uma oficina especializada para tirá-las. Tenha cuidado também com o piche no asfalto, a dica é passar longe de áreas que estiverem sendo asfaltadas para não grudar piche não carro, isso pulveriza a pintura. Cuidado: soluções caseiras com materiais inadequados podem causar ferimentos e piorar o problema.

6. Evite capas

Capas pode parecer uma boa ideia para proteger o seu carro, mas o uso exagerado pode arranhar a pintura na hora de colocar e tirar. Só use se seu veículo for ficar parado por muito tempo. Caso contrário, evite usá-las, mesmo que sejam de bons materiais como algodão. Além disso, manter o carro coberto por muito tempo sem preparação pode gerar umidade, o que pode causar danos ao automóvel.

7. Gaste um pouco com uma boa cera

A cera protege seu carro contra os raios UV do sol, algo muito importante considerando o sol do Brasil e o período em que seu carro fica parado ao ar livre. Embora hoje a pintura automotiva seja mais preparada para aguentar o calor, há um limite. Gaste um pouco mais e mantenha o carro encerado. Uma boa cera profissional protege seu carro de seis meses a um ano.

8. Polimento na medida certa

Polimentos, cristalizações, espelhamento e revitalizações são bem-vindos, mas com moderação. A cada polimento, uma camada de verniz é removida através da utilização de politrizes de alta rotação associadas a massas abrasivas. Geralmente este serviço é indicado para pinturas manchadas, queimadas de sol. Para veículos novos e seminovos, sem manchas, a melhor opção é o enceramento.

9. Não usar querosene

Na lavagem, nunca utilize querosene. Este produto danifica a pintura e a maioria das borrachas da suspensão. Água e sabão neutro são suficientes para uma boa limpeza, inclusive da lataria. Se você deixa seu carro exposto ao sol e à chuva diariamente, é bom fazer um enceramento a cada três meses.

10. Lavar o carro na volta da praia

Pouca gente faz isso, até porque não é fácil achar um posto que levante o carro para lavá-lo por baixo. Mas este é um cuidado importante. O sal acelera a oxidação (ferrugem) nas peças que não possuem tratamento anticorrosão. As mais atingidas são peças fundidas com alto teor de carbono, como discos de freio, cilindros de roda, bloco do motor, pinças de freio, entre outras.

Compartilhe
Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Siga-nos nas Redes Sociais

@ 2018 Okuyama - Pintura Automotiva

Desenvolvido por M2MP Marketing & Propaganda
Saiba como chegar